Projeto oferece a experiência de um passeio arquitetônico

Ofe­re­cer a expe­ri­ên­cia de um pas­seio arqui­tetô­ni­co: essa foi a ins­pi­ra­ção de Marí­lia Rus­chel e da equi­pe da Rus­chel Arqui­te­tu­ra e Urba­nis­mo ao pro­je­ta­rem esta casa em um con­do­mí­nio de Jure­rê Inter­na­ci­o­nal, em Flo­ri­a­nó­po­lis (SC). “O imó­vel tem aber­tu­ras que valo­ri­zam os per­cur­sos inter­nos e tra­zem o exte­ri­or para den­tro dos ambi­en­tes”, diz.

As facha­das são com­pos­tas por amplas super­fí­ci­es trans­pa­ren­tes de vidro que rece­be­ram esqua­dri­as em per­fis de PVC, na cor noguei­ra, bri­ses de alu­mí­nio no mes­mo tom e alve­na­ri­as em rebo­co rús­ti­co e pare­des reves­ti­das por pedras.

Na área cen­tral da casa, com pé-direi­to duplo e ilu­mi­na­ção zeni­tal que banha o jar­dim inter­no, o sis­te­ma se cir­cu­la­ção é ampli­a­do e escul­tó­ri­co. Ele reú­ne pas­sa­re­las de con­cre­to arma­do e esca­da com degraus em des­con­traí­do balan­ço, conec­tan­do os dois seto­res: soci­al e íntimo.

Nes­te agra­dá­vel des­lo­ca­men­to, entre­ve­em-se as copas das pal­mei­ras, a pis­ci­na, a área de lazer da casa, e, tam­bém, os espa­ços públi­cos e de pas­seio do bair­ro”, diz a arquiteta.

As aber­tu­ras com per­fis e vidros duplos par­ti­ci­pa­ram de for­ma deter­mi­nan­te na com­po­si­ção lim­pa e artís­ti­ca das facha­das, na qua­li­da­de e no desem­pe­nho dos espa­ços inter­nos, segun­do a arquiteta.

A esco­lha dos mate­ri­ais con­tri­buiu, ain­da, para o con­for­to tér­mi­co e a eco­no­mia indis­pen­sá­vel de ener­gia elé­tri­ca. Outros itens de sus­ten­ta­bi­li­da­de, como a ven­ti­la­ção cru­za­da, o rea­pro­vei­ta­men­to de água da chu­va e o sis­te­ma de aque­ci­men­to solar tam­bém foram adotados.

Publi­ca­do em Casa Vogue:

http://casavogue.globo.com/Arquitetura